Desaninho

sacoleje a pandeirola
cole o fio da rabiola
solte um som na radiola
cantarole o tico-tico

sirva a dose de aguardente
sorva um riso bem contente
saque um samba mais pra frente
só pra ver se identifico

passe o bule, marque o bumbo
beba um gole de café
fora a farra, ligue o forno
forre a fôrma com pastel

lave a louça lanceando
um blá blá blá do Beleléu
mas, não toque nem me roce
não me peça pra deixar

não me impeça de escolher
por qual janela me espiará
meu corpo é corpo moço
só se rende ao desejar
meu peito é um passarinho
que só canta se voar

Marina Tavares
(*musicado por Guilherme Lacerda)

Anúncios